quinta-feira, 5 de abril de 2012

ASPECTOS URBANOS - Artes Visuais e Poesia 16 - Exposição de Aquarelas


       EXPOSIÇÃO DE AQUARELAS - 7 de março de 2012

             
                             

               
 Exposição de Aquarelas na Galeria Paulo Campos Guimarães da Biblioteca Estadual Luiz de Bessa, situada na Praça de Liberdade 21, Lourdes na Cidade de Belo Horizonte / Minas Gerais / Brasil. A Biblioteca possui um acervo de literatura infantil, livros em Braille e diversas coleções históricas, e livros raros.
 http://www.youtube.com/watch?v=LNokn7tcqoM&feature=youtu.be    - 
 TV MINAS  -   Programa Agenda
 http://www.youtube.com/watch?v=wvFZZlS9wnA&feature=related
 Projeto Pão e Poesia - Diovani Mendonça 

Essa é a primeira mostra individual da minha coleção de aquarelas produzidas em vários momentos de 1991 a 2012. Há um grupo de aquarelas feitas a partir de fotos por mim registradas, por onde ando ou viajo. Há um grupo de aquarelas feitas a partir de experimentações e há um grupo de aquarelas feitas em eventos de "Pintando ao Vivo" em sua maioria com a Fragile Produções, de curadoria de Luis Otávio Brandão. Pintar ao vivo é sempre um desafio, como exemplo o desconforto e improvisação de estarmos nos lugares, enfrentarmos os imprevistos decorrentes, as críticas e outros pormenores. Mas é muito gratificante e prazeroso, como pesquisa e experimentação. É um desenvolver do olhar, da observação, trabalhar a perspectiva, a espacialidade, enfim, é uma bela maneira de praticarmos o desenho que para mim é fundamental para um artista visual.

O Desenho "in loco", é um desenho às vezes nervoso, dependendo da cena que vamos registrar, por exemplo, uma cena com movimento como um desfile de modas. No caso da aquarela, que pela própria técnica já é uma linguagem delicada, sutil e que requer um domínio do desenho que não permite correções nem retoques, consegue-se, mesmo com "traços nervosos", pelo imediatismo da técnica, um frescor, uma suavidade e principalmente originalidade. É inimitável. É o que eu vivencio e penso.

OBS: A Praça da Liberdade é um local para caminhadas, passeios, encontros, encontros de amigos.encontros culturais. É uma bela praça. Cercada por edifícios históricos famosos como o Niemeyer, o Rainha da Sucata, o Palácio do Governo, entre outros. É também uma praça bem humanizada com muita vegetação e bem florida. É bom ficar ali sentada nos bancos ou no coreto, passeando admirando os jardins, as palmeiras imperiais, os ipês, a fonte luminosa e desenhando quando possível.
                Algumas aquarelas 
01 02
03  04
05  06
        07 08
09  10
11  12
         13

            14
01 - Pintando ao vivo na Praça da Liberdade (feira indianda)  
02 - Pintando ao vivo em Frente ao Palácio - Cena da apresentação da Banda do Palácio
03 - Pintando ao vivo feito / pintando ao vivo. Pintura conceitual "Aspectos Urbanos"
04 - Pintando ao vivo feito / pintando ao vivo. Pintura conceitual "Aspectos Urbanos
05 - Pintando ao vivo na cidade de Sabará - Praça do Coreto
06 - Maria Fumaça de Tiradentes - Dizem que é a única Maria Fumaça no mundo que ainda
       faz retorno manual
07 - Aglomerado da Rocinha - Rio de Janeiro
08 - Veneza, Itália. Aauarela feita a partir de foto própria, quando por lá estive em 1998
09 - Pintando ao vivo na Savassi - Rua Antônio de Albuquerque
10 - Pintando ao vivo na Praça da Savassi à noite, em desfile de Moda
11 - Pintando ao vivo no Hemominas Campanhia "Doe Sangue"
12 - Panorâmica: Ao fundo aquarelas e na lateral, acrílica lavada sobre eucatex
13 - Coleção acrílica sobre eucatex
14 - Coleção aquarelas

Obs: Esses pintando ao vivo, (incluindo o desfile de moda) aqui expostos são projeto do Luiz Otávio Brandão, produtor cultural, e coordenador da Esquina da Arte na Savassi

No Pintando ao vivo no Hemominas, foram montados ateliês no estacionamento do Hemominas junto à entrada por onde as pessoas passavam, para a doação de sangue. O evento contou também com a participação de dois grandes músicos mineiros que são, Vander Lee e Toninho Horta que nos presentearam com uma bela apresentação musical. 

A série "Acrília lavada sobre eucatex. foi Inspirada na natureza, na paisagem, nas florestas, no verde do planeta. Esta série foi produzida em 1996 e nunca exposta até essa exposição. Dediquei esta série aos coordenadores e toda equipe do BH Itinerante - Curso de Educação Ambiental da Secretaria do Meio Ambiente, Belo Horizonte / Minas Gerais, já na XXIV edição.
FACEBOOK - Exposição de Aquarelas 

A EXPOSIÇÃO TEVE DOIS MOMENTOS DE ABERTURA

Primeiro momento - abertura com o BH ITINERANTE -Curso de Educação Ambiental, da Secretaria do Meio Ambiente, já na XXIV edição, cuja abertura no dia 07 de março de 2012, interagiu com  à exposição de aquarelas. Esse momento junto ao BH Itinerante teve início as 13:30h. Contou com abertura solene, visitação à exposição, confraternização, um breve lanche e  apresentação do Frei Chico no auditório, que tocou sua viola, cantou e fez uma homenagem ao dia internacional da Mulher. Também apresentou dois amigos , representantes do Candoblé, numa conversa bem ecumênica, o Sr. Tatetu Londeji e Tatetu Arabomi. Ambos falaram da importância da cultura popular e da importância da preservação do meio ambiente.

Tive o prazer de participar, no segundo semestre de 2011, do XXIII curso e quero ressaltar que foi extremamente enriquecedor e importante para todos nós. Nos propiciou adquirir conhecimentos, sobre o meio ambiente, desenvolver uma consciência e educação ambiental e pensar que a casa é nossa, as ruas são nossas, a cidade é nossa e o planeta também. Nos deu oportunidade de um convívio em um grupo heterogêneo, com um ótimo nível de convivência e troca de experiências e informações . Recebemos palestras de vários profissionais altamente competentes, especializados, sobre temas diversos relacionados ao meio ambiente, como solo, o ar, bacias hidrográficas, agenda 21, a fauna, a flora e vários outros assuntos pertinentes. Participamos de oficinas e fizemos várias travessias, que considero um reconhecimento da cidade. Foi um curso de alto nível. Parabéns a toda equipe do BH Itinerante. Aos coordenadores do curso, Aluísio Cardoso e Fátima Sampaio e também a Eliana Apgáua com seu apoio e seu conhecimento. Iara Abreu

(SeloDorina Nowill - Livro Inclusão - Dia do Bibliotecário - Livro Lucas C.Lisboa)  
http://www.youtube.com/watch?v=wvFZZlS9wnA  -  PÃO  E  POESIA 



Equipe do BH Itinerante

Secretaria do Meio   Ambiente representada por Vasco Araujo, Gerente de Gestão Ambiental, Márcia Mourão, Franklin de Oliveria, Assessor de Fauna da Secretaria do Meio Ambiente, Aluísio Cardoso, Eliana Apgáua, Luciana Magalhaães  Fátima Sampaio


Abertura do Curso para formação de  Agente Ambiental atrvés da Secretaria do Meio Ambiente da Prefeitura de Belo Horizonte-MG





Confraternização do pessoal da equipe do  BH Itinerante; Coordenadores e pessoal inscrito para o curso  de "Agente Ambiental



 
Frei Chico, Sr. Tatetu Londeji e Tatetu Arabomi, representantes do "Candoblé",
Ricardo Girundi curador da Galeria Paulo Campos Guimarães da Biblioteca Estadual Luiz de Bessa, Praça da Liberdade-MG

O Frei Chico com seu violão fazendo uma homenagem ao Dia Internacional da Mulher através de canções da cultura popular, que a seu ver não pode ser esquecida.

                 
                
               Momento de contação de estória da "Papuda" no hall de entrada
               do Palácio da Liberdade, antiga sede do Governo do Estado de 
               Minas Gerais

O Palácio da liberdade era a sede do governo de Minas Gerais, inaugurado em 1898, palco de grandes decisões que mudarão a história política de Minas Gerais e do Brasil. A decoração é luxuosa com detalhes como escadaria de ferro e estruturas metálicas importadas da Bélgica, jardins em estilo Luís XV, um grande lustre de cristal tcheco e obras de arte oriental, entre outros. Atualmente o Palácio é aberto aos domingos para visitação pública.      FACEBOOK   -    Exposição de Aquarelas e BH Itinerante

Segundo Momento - Ocorreu às 19h entre outros amigos, artistas e convidados.

TEXTO DE APRESENTAÇÃO DO JORNALISTA ROGÉRIO ZOLA SANTIAGO


A pintora, desenhista e escultora Iara de Abreu faz sua leitura do concreto e do vidro emoldurado das janelas altas por meio da aquarela, imaginário urbano por ela referido ao bairro de elite Savassi, uma área comercial de Belo Horizonte, capital de Minas. Da linha geometrizada, dura, ela consegue retirar poesia visual, dando cor e movimento à paisagem que seria de outra forma apenas mais uma configuração citadina. O signo róseo, feminino, dançarino; a brasilidade em verde e amarelo; as ruas e os aglomerados de paredes altas - tudo não se fecha em falta de perspectiva - mas ao contrário - se abre em alegria de verão. Iara, artista mineira, agradável ao olhar - sensível ao coração observador que aprecia sensações agradáveis. Rogério Zola Santiago - Jornalista e Crítico pela Universidade de Indiana, USA - 2011/2/10


                        
            Momento de Leitura do poema do Diovani Mendonça - Foto Irineu Baroni


                         "AOS DETURPADORES DO AMOR"        

                  
Diovani Mendonça“Deste modo a poesia recupera o seu caráter de atualidade, de reportagem, de história e participação". Texto de Affonso Romano de Sant´Anna sobre esse poema e para o qual fez uma resenha publicada no Google em 08/12/2012. http://affonsoromano.com.br/blogPoema

Diovani Mendonça é mineiro de Belo Horizonte, cultivador da “Árvore dos Poemas”. Idealizador do projeto "Pão e Poesia,, que consiste na publicação de poemas  em saquinhos de pão  ecologicamente corretos, distribuídos  gratuitamente a várias padarias na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Distribui assim arte e poesia. Esse projeto  foi premiado em  2009 e 2010 pelo Minc – Ministério da Cultura e eu tive o prazer de ter vários dos meus desenhos usados como marcas d’água, em seu projeto.
Como dia 08 de março é o dia internacional da mulher, exponho esse poema do poeta Diovani Mendonça, como um protesto e também como uma homenagem ao Dia Internacional da Mulher, poema esse já se tornou um projeto e já está sendo divulgado na internet. É um convite à reflexão mediante a tantos acontecimentos de violência contra a mulher, em uma sociedade, infelizmente, ainda tão preconceituosa e ainda muito machista. Iara Abreu                                       http://diovmendonca.blogspot.com/

O Valioso tempo dos maduros 
Autor: Mário de Andrade (1893-1945)
(dizem que ele escreveu esse texto quando fez 50 anos, década de 40)

“Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para frente... do que já vivi até agora. Tenho muito mais passado do que futuro. Sinto-me como aquele menino que recebeu uma bacia de cerejas. As primeiras ele chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço.

...Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar... em reuniões onde desfilam egos inflamados. Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares talentos e sorte. Já não tenho tempo para conversas intermináveis , para discutir assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha. Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas que, apesar da idade cronológica, são imaturas. Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário-geral do coral. As pessoas não debatem conteúdos, apenas rótulos. Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa...

Sem muitas cerejas na bacia, quero viver ao lado de gente humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade física. Quero caminhar perto de coisas e pessoas de verdade, O essencial faz a vida valer a pena. E para mim, basta o essencial!”. Autor: Mário de Andrade (1893-1945)

Esse poema foi lido no Semente de Poesia dia 20 de maio de 2012 por Rodrigo Guimarães Pena.   Achei muito bom e "contemporâneo".Poesia... à revelia !


 
 Momento de Leitura do poema "Prestidigitação", autoria de Clevane Pessoa que generosamente me presentou com esse poema, que muito apresentou e dialogou e com o meu trabalho.

            À Iara Abreu

            Prestidigitação

              Mão ampara, mão se move
              precisos gestos fecham gestalts e entreabrem outras.
              As linhas mobilizadas, são borboletras( *),de sedas negras,
              em grafite, nankin, ébano, plúmbeas,
              atras, pretas, pratas, cinzas, gris...
              Remetem a todas as nuances das cores,
              das formas, das coisas...
              Interpretas, com negras linhas,as magníficas e espetaculares
              ou meras e singelas idéias, os seres do universo cromático
              de cada poema arquitetado
              - e tuas arquiteturas, criatura criadora,
              são das mais genuínas e puras, frutos de tua criatividade.
              Garimpas com teu olhar de artista
              o poeta visual dos aspectos urbanos,

              da Poiesis que te é ofertada, um todo mágico.
              Cada pedaço das formas geométricas se desprende,
              e forma letras - cada letra em espiral, se aglomera
              e remonta a geometria nos espaços.
              Curvas as retas e retificas as ondas dos arabescos
              que depois novamente se enroscam.
              E assim nasce, no papel, um sortilégio de grafismos
              Repartes tua arte em imaginário e real
             e a partilhas, em ilhas de beleza - onde voam "borboletras".*

            Clevane Pessoa de Araújo Lopes       
            Belo Horizonte, 30 /08/2010
            hana-haruko.blogspot.com.br

            * (*) "Borboletras"; Neologismo criado pela poeta de Goiás, falecida, 
           Yeda Schmaltz (informações de Clevane Pessoa)

Clevane Pessoa, Psicóloga por formação acadêmica. É poeta, escritora, e também permeia as artes plásticas com belos desenhos e ilustrações, jornalista (à época da ditadura). Possui vários livros publicados, vários blogs, várias antologias. Recebedora de vários prêmios literários. Ela Participa desse meu projeto "Aspectos Urbanos" e de vários outros projetos literários por esse país e no exterior. Esse poema foi classificado, selecionado e publicado na Antologia "Veredas Literárias", Série Estações, volume 2(verão), pg 26. Antologia por sinal belíssima, da ASSIS Editora Ltda, de Uberlândia-MG, organização Ivone Gomes de Assis. Enfim, possui um vasto currículo tanto na área literária como em psicologia. Deixa bem registrado seu talento, para o público atual e futuro. hana.haruko2@gmail.com

                   

                   
                   
                     
                      
                     
                  Essas duas pultimas fotos são do Eduardo Moura

BLOCO ESPECIAL FUNDAÇÃO DORINA NOWILL PARA CEGOS.
Dia 12 de março de 2012

Os correios em parceria com a Biblioteca Pública Luis de Bessa e o Instituo São Rafael fizeram o lançamento nacional do Bloco Especial Fundação Dorina Nowill para Cegos. Teve um público de trezentos pessoas, entre equipe participantes e convidados. Além de autoridades o eventos contou com a participação do humorista Geraldo Magela que representou as pessoas portadoras de deficiência visual.

obs. A maioria das fotos desse evento foram enviadas à Biblioteca sem autoria. Aparecendo o autor, coloco os créditos.
 FACEBOOK   - Exposição de Aquarelas ( Selo Dorina Nowil -  Livro Inclusão - 

                    
                    
                     
                         
                         
                         
                        
                        
                        
                       
                    OBS - As fotos aqui postadas do projeto do Selo para cegos
                                  foram enviadas pelo pessoal do projeto  

INCLUSÃO - OLHARES E POSSIBILIDADES
Dia 13 de março de 2012
 FACEBOOK   - Exposição de Aquarelas ( Selo Dorina Nowil -  Livro Inclusão  Dia do  Bibliotecário - Livro Lucas C.Lisboa)

Projeto de André Castro e Marte Alencar
Renda da venda do livro em benefício da AMR-Associação Mineira de Reabilitação, rua Prof. Otávio Coelho de Magalhães III, Mangabeiras, Belo Horizonte-MG-Cep 30210.300 - www.amr.org.br

  
Um Livro apenas é incapaz de dar respostas conclusivas para a desafiadora e bela experiência da convivência. Este não foge à regra. Para responder a todas as perguntas sobre a vida, a reabilitação e a convivência social das pessoas com deficiência, é preciso muito mais. É preciso o todo e ir além. É preciso integrar a cena.( Este belo e objetivo texto da AMR-Associação Mineira de Reabilitação, está impresso no convite).

DIA DO BIBLIOTECÁRIO 

                        
Performance poética em Comemoração ao dia do Bibliotecário  no auditório, com a participação do poeta José Ênio, Pâmela e Brena Marques Pena, e apresentação de corais  
                       
                       
                        
                      
Comemoração ao dia do Bibliotecário, divulgação de autores incluindo o Nós da Poesia, volumes 1 e 2 cujos desenhos das capas ( preta e laranja da foto acima) foram por mim criadas dentro do conceito de poesia concreta, onde uso os nomes dos autores e/ou assunto para construção da imagem. O Nós da Poesia é uma antologia do IMEL Instituto Imersão Latina que tem como presidente Brenda Mar(que)s Pena. A antologia já está com o volume três, intitulado Rio + 20 no prelo e que lançado breve.

LANÇAMENTO DO LIVRO "SOBRE MÁSCARAS E ESPELHO 
Autor: Lucas C.Lisboa Dia 21 de março de 2012
                      

O autor foi também muito criativo, fez uma instalação dos livretos à frente da exposição de aquarelas, na entrada do prédio que ficou muitíssimo interessante. O Público para entrar na galeria tinha que passar por entre essa instação e, inevitavelmente, abria uma página do livreto e degustava um dos seus poemas. Foi um lançamento em que o publico interagiu com a obra. Essas fotos me foram enviadas pelo Lucas C.Lisboa.  contato:  lucas.lisboa@gmail.com
Agradecimentos:
Aos divulgadores virtuais, blogs, Jornais:  Hoje em Dia, Estado de Minas, Jornal da Savassi, Metro, O tempo, à TV Minas- programa Agenda, rádio  e a todos os amigos que também divulgaram. 


"OS POEMAS FORAM GENTILMENTE CEDIDOS PELOS POETAS"
   
TODOS OS LINKS DO PROJETO
22  http://iaraabreu.blogspot.com.br/2017/09/aspectos-urbanos-artes-visuais-e-poesia.html  Exposição em Ouro Preto, BHOOM -
 Modernos e Eternos, poetas: Affonso Romano de Sant'anna, Alice Ruiz, Augusto dos Anjos, Fernando Pessoa, José Saramago,  Manoel de Barros, Miguel Astúrias, Múcio Góes, Paulo Leminsck, William Shakespeare, livros O menino dos pés coloridos e As viagens do Balão Sonhador
21   http://iaraabreu.blogspot.com.br/2016/03/aspectos-urbanos-artes-visuais-e-poesia.html       Projeto/ exposição Certos Movimentos incertos, Exposição "Superlativo Feminino" (coletiva, partici-pação do painel "Para Guimarães ), exposição Shakespeare (Museu Mineiro-BH)     
20   http://iaraabreu.blogspot.com.br/2015/12/aspectos-urbanos-artes-visuais-e-poesia.html      Expo em  Mariana-MG (2015), Na Casa dos Contos em BH(2015), Sobre Barragem de Bento Rodrigues, Affonso Romano, Augusto dos Anjos, Cícero,Fernando Schiavinato, Manoel de Barros, Fernando Pessoa, Mário Quintana,  Marcos Fabrício, Paulo Leminsck , Nela Rio,Rogério Zola (poema e texto), Livros SERRA e  Didático PPP (Editora Assis),projeto HAL - Hospital André Luiz 
19   http://iaraabreu.blogspot.com.br/2014/12/aspectos-urbanos-artes-visuais-e-poesia.html     Exposição Aspectos Urbanos na PUC, Oficina / Diabetes na PUC – Minas Exposição na Casa Lima D’Artes, Exposição "Cidade, Geometria e Cores (2014), no Centro Cultural de Contagem, Cenário NIL LUS poetas de: Cícero Christófaro, Consuêlo Aragão, José Hilton Rosa, Marcos Fabrício, Vilson Barbosa,Yara Darin. 
18   http://iaraabreu.blogspot.com.br/2014/08/aspectos-urbanos-artes-visuais-e-poesia.html     Painel Guimarães,Painel Diversidade Cultural(Fundação Torino),Pintando ao vivo em vários lugares, CINE Teatro Contagem, Galpão Paraíso e em Contagem- Poetas: Bianka de Andrade Silva,Iago Passos, Nina Reis, Pilar Rodrigues Aranda,Consuelo Aragão
17   http://iaraabreu.blogspot.com.br/2012/12/aspectos-urbanos-artes-visuais-e-poesia.html      Saramago, livro objeto, expo O Olhar do Artista sobre o livro esquecido, projeto Colorindo vidas, projeto música para ver,Jaqueline Aisenman, João Evangelista, Leonardo, Leonardo, Luiz Otávio Oliani, Marcos Fabrício, Newton Emediato,Norália, Neruda e Todd 
16   http://iaraabreu.blogspot.com.br/2012/04/aspectos-urbanos-artes-visuais-e-poesia.html       Aquarelas na Biblioteca Luiz de Bessa e eventos durante a exposição.
14   http://iaraabreu.blogspot.com.br/2011/08/aspectos-urbanos-artes-visuais-e-poesia.html      Pintando na Abcdéf, Pintando em Brumadinho, Projeto Centenário Contagem, Fátima Sampaio, Abertura BH Itinerante 
13   http://iaraabreu.blogspot.com.br/2011/05/aspectos-urbanos-artes-visuais-e-poesia.html      Projeto Sandra Veronese, Poema Clevane.Pintando na Serraria Souza Pinto, Clóvis Campelo, Leonardo de Magalhães, Plínio Sgarbi, Karina Araújo.
12   http://iaraabreu.blogspot.com.br/2010/12/aspectos-urbanos-artes-visuais-e-poesia.html      Neuza Ladeira, Maria de Fátima Reis Martins,Efrain Bartolomé, Enrique Godoy Durá, Marco Aurélio Lisboa, Maurício Roque, aquarelas Pintando na Rodoviária
11   http://iaraabreu.blogspot.com.br/2010/10/aspectos-urbanos-artes-visuais-e-poesia_12.html     Pintando ao vivo em Contagem com exposição, Maria Luiza Falcão, Silvia Motta, Luiz Lyrio, Rosa Negra e Gabriel Bicalho, Thereza Cristina, Jorge Emil
10   http://iaraabreu.blogspot.com.br/2010/10/aspectos-urbanos-artes-visuais-e-poesia.html     biblioteca Municipal, projeto HAL - Hospital André Luiz, Rogério Salgado, Ronaldo Werneck, Paulinho Andrade, Luiz Otávio Brandão, Darlan, Diovani, Ataneri
09  http://iaraabreu.blogspot.com.br/2010/08/aspectos-urbanos-artes-visuais-e-oesia_22.html     Daniel de Cullá, Luciana Tannus, José Alcebíades, Valdeck, Luciana Campos, Jaak, Nelci,José Estanislau
08   http://iaraabreu.blogspot.com.br/2010/08/aspectos-urbanos-artes-visuais-e-poesia.html      Clevane, Cláudio Bento, Cristina Carone, Enrique Godoy, Maria Luiza Falcão, Meire Mendonça, Marta Reis, Belô Poético.
07   http://iaraabreu.blogspot.com.br/2010/02/aspectos-urbanos-artes-visuais-e-poesia_8680.html      Alice Ruiz, Fátima, Bilá, Clevane, Ilda Brasil, Nela Rio, Regina Mello, Sebastiana
06   http://iaraabreu.blogspot.com.br/2010/02/aspectos-urbanos-artes-visuais-e-poesia_16.html      Luis Carlos, Teresinka, Vanessa, Lucia Brasil e Marco Llobus, exposição no Centro Cultural de Venda Nova
05   http://iaraabreu.blogspot.com.br/2010/02/aspectos-urbanos-artes-visuais-e-poesia.html      Graça Campos, Eduardo Rennó, J.S.Ferreira, Luiz Z.Pego e Tânia Diniz, Pintando ao Vivo no Big. Shopping, exposição Regional Barreiro
04   http://iaraabreu.blogspot.com.br/2010/01/aspectos-urbanos-artes-visuais-e-poesia_24.html      Clevane Pessoa, Maria Inês, J.B.Donadon, Dagmar, Luis Edmundo, Jorge Santos, Maria Moreira e Zane, Yeda –R. GUATÁ 
03   http://iaraabreu.blogspot.com.br/2010/01/aspectos-urbanos-artes-visuais-e-poesia.html      France Gripe, Maria José Cecília de Melo, Marcos Assis, Waldemar,Wilmar, Octávio Roggiero, Maurício Roque, Max Silva Moreira, Fernando Aguiar
02   http://iaraabreu.blogspot.com.br/2009/12/aspectos-urbanos-artes-visuais-e- poesia.html     Ana Carol, Andréia Donadon, Angela Togeiro, Brenda e Bruno
01   http://iaraabreu.blogspot.com.br/2009/12/aspectos-urbanos.html       Poetas Ana Carol Diniz, Andréia Donadon, Angela Togeiro, Brenda Marques e Bruno Grossi